Blog Agibank
Pra você ficar bem informado agora.

Insights sobre tecnologia, inovação e finanças.

O que é a reserva de emergência e por que você precisa ter uma

Você já ouviu falar em reserva de emergência? Pois saiba que saber mais sobre isso é o segredo para enfrentar imprevistos sem fazer dívidas. Quer saber como?

A reserva de emergência é um valor em dinheiro que você guarda para se prevenir caso algo ruim aconteça, como perder o emprego ou ter que ajudar um familiar doente. Ela serve para que você possa se virar por um tempo até que as coisas voltem ao normal.

Ou seja, se você ainda não tem, está mais do que na hora de começar a sua reserva de emergência. Nesse texto, vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre ela.

Para que serve a reserva de emergência

Como já explicamos, o objetivo da reserva de emergência é ajudar você a atravessar situações difíceis sem se endividar. Em resumo, é deixar você dormir tranquilo mesmo quando algumas coisas saem do seu controle.

Ter uma reserva de emergência pode evitar que você tenha que pedir empréstimo ou usar o cheque especial, por exemplo. Já deu para ver que é um bom negócio, né?

Como começar uma reserva de emergência

Mas, agora que você sabe que é importante se prevenir, pode estar se perguntando por onde começar. O primeiro passo é tomar consciência da sua situação financeira. Coloque seus ganhos e suas despesas mensais todos no papel.

Pense que a reserva de emergência deve corresponder a, no mínimo, seis meses das suas despesas essenciais, como aluguel, luz e alimentação. O ideal é que você consiga guardar o equivalente a um ano, mas seis meses já é uma boa meta.

Por exemplo: se você ganha R$ 2 mil por mês e suas despesas mensais somam R$ 1,5 mil, a sua reserva de emergência tem que ser de, no mínimo R$ 1.500 x 6. Ou seja, você precisa juntar R$ 9 mil.

Parece muito, né? Mas vá por nós, depois que você fizer a sua, vai ficar muito mais tranquilo. E dá para começar juntando um valor pequeno por mês, 10% da sua renda. Não tem desculpa para adiar.

Onde guardar o dinheiro

Outro ponto importante sobre a reserva de emergência é que você não precisa ter todo o dinheiro na mão para começar. Qualquer quantia serve para dar o primeiro passo.

O que você tem que ter em mente é que esse dinheiro tem que estar disponível a qualquer momento. Ou seja, ele tem que estar em um fundo que permita que você saque o valor quando precisar, sem taxas.

Uma boa opção para guardar a reserva de emergência é o Tesouro Selic. Esse é um título de investimento do governo que deixa você tirar o dinheiro antes do prazo sem cobrar taxas por isso. E o melhor: rende mais do que a poupança.

Além disso, é fácil de colocar o seu dinheiro no Tesouro Selic. Basta acessar o site do Tesouro Direto, se cadastrar e seguir as orientações. O governo indica uma lista de instituições parceiras, e várias delas não cobram nenhuma taxa para você investir nesse título. Para saber mais, é só clicar aqui.